Intenções e comportamentos reprodutivos da mulher durante a epidemia de Zika no Brasil

Este estudo utiliza dados ricos e novos grupos focais de mulheres de 18 a 49 anos para investigar se e como as intenções de fertilidade e as estratégias de prevenção das mulheres estão mudando em resposta à epidemia do vírus Zika no Brasil. Os autores argumentam que os formuladores de políticas devem abordar as barreiras à contracepção para as mulheres de baixa renda, incluindo: disseminar informações sobre o uso efetivo de contraceptivos, fornecer formas anticoncepcionais reversíveis de longa duração nas clínicas públicas e reduzir o custo dos anticoncepcionais disponíveis nas farmácias.

Resource Type(s)
Artigo de publicação especializada
Topic(s)
Planejamento Familiar
Microcefalia
Gravidez
Prevenção
Audience(s)
Profissionais de Saúde
Trabalhadores de ONG
Formuladores de Políticas Públicas
Pesquisadores
Language(s)
Inglês
Country(ies)
Brasil
Source(s)
Population and Development Review

Comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *